fbpx
was successfully added to your cart.
Tag

Faculdade com desconto

Bolsa de Estudos é uma Ótima saída para quem quer fazer uma Graduação ou Pós Graduação

By | Notícias

Olá querida leitora e querido leitor este artigo apresenta um assunto que está revolucionado o processo de inclusão a educação superior na Bahia.

Com o advento do estrangulamento dos programas de incentivo a educação superior no Brasil muitas pessoas que desejam fazer a sua graduação está passando pelo período de muitas incertezas quando o assunto e FIES e Prouni. O mais grave é que os mais prejudicados são sempre as mesmas pessoas sendo elas na sua grande maioria de Jovens de classe média baixa que filhas e filhos de famílias com faixa de renda de até 5 salários mínimos, jovens negras e negros, moradores de bairros populares, sem trabalhadores do comercio e mercado informal.

Diante deste cenário, que surgem organizações sociais preocupadas com o processo de inclusão educacional que permite as interessadas e interessados em realizar um Curso de Nível Superior poderem cursa seu curso e terem descontos em todas as mensalidade. Diferente do Fies que cobra juros absurdos, ofertam poucas vagas e quando as Acadêmicas e Acadêmicos concluem seus curso terminam adquirindo uma SUPER DÍVIDA QUE SÓ SERÁ PAGA AO LONGO DE 15 ANOS PARA SER PAGA sem a garantia do emprego posterior a formatura.

Desta forma que surge em 2017 o INSTITUTO MAIS SOLIDÁRIO PROGRAMAS EDUCACIONAIS que a partir de uma sacada do seu idealizador Prof.Ms Mozart Estrela que ao perceber que os programas educacionais correriam risco de acabar e reduzir bastante a sua atuação vindo prejudicar boa parte de seus Iguais Jovens de Periferia com potencial para serem grandes profissionais em suas áreas  que desenvolveu um modelo de  BOLSA DE ESTUDOS que na sua essência e Bom para a Instituição de Ensino e para as milhares de pessoas que desejam estudar e infelizmente não tem como para os valores praticados pelas (IES).

O Mais Solidário Bolsa de Estudos busca parcerias com as Faculdades no Estado da Bahia e outros estados do Nordeste com Aracaju, Pernambuco e Alagoas para que as mesma possa disponibilizar as suas vagas para os alunos e alunas advindos do programa de Bolsa de Estudos Mais Solidário que faz um trabalho diferenciado justamente com o público mais prejudicado com a ausência do Estado em cumprir as suas funções primordiais: GARANTIR O DIREITO A EDUCAÇÃO, SAÚDE, LAZER, CULTURA, MORADIA E OUTROS.

Com um composto que atinge ações de MARKETING DIGITAL, DIVERSAS AÇÕES DE INCLUSÃO EM COMUNIDADES COMO; AULÕES DO ENEM, PROGRAMA DE LEITURA NAS PRAÇAS, CURSO E PALESTRAS, FEIRAS EDUCACIONAIS DENTRE OUTROS. Que o Mais Solidário já incluiu mais de 3.000 Dois Mil Jovens e Adultos a realizarem o grande sonho das suas vidas e das suas família. Com um processo muito simples de inscrição sendo elas descritas ACESSE O SITE, ESCOLHA A FACULDADE+ESCOLHA A BOLSA DE ESTUDOS+REALIZE A SUA INSCRIÇÃO GRÁTIS, realize o pagamento e venha estudar. O seu pagamento representa; MENSALIDADE VIGENTE+INSCRIÇÃO VESTIBULAR+AQUISIÇÃO BOLSA= AO VALOR DA MENSALIDADE COM DESCONTO.

Por isso que o Mais Solidário vem se destacando no quesito inclusão socioeducativo no Estado da Bahia, Premiada pelo Sabrae Tec tendo resultados positivos em todas as Faculdades parceiras sempre com uma meta arrojada que vem se revelado como um CASE de sucesso entre as Star-ups  na Bahia. Com isso, se você que estudar e economizar em todas as mensalidades adquira uma Bolsa de Estudos no Mais Solidário através do Site www.maissolidario.com.br ou pelo ZAP BOLSAS 71 9925902363 – 71 98761-2190.

Oportunidade única.

Saudações de Paz

Mais Solidário é Alternativa para aqueles que perderam o FIES Na Bahia: São mais de 15.000 mil bolsas disponíveis com até 75% de desconto.

By | Notícias

Quem deseja matricular o filho em uma escola, iniciar um curso superior ou ingressar em um curso técnico, de idiomas, profissionalizante, preparatório para concursos ou pré-vestibular, geralmente pensa em fazer isso no início do ano.

E é justamente nesta época que aparecem várias oportunidades, principalmente para os que não possuem condições de pagar o valor integral de uma mensalidade. Entre elas, estão as disponibilizadas pelos programas do Governo Federal, como o Programa Universidade para Todos – Prouni e o Financiamento Estudantil – Fies, mas há aquelas pessoas que não se adequam aos requisitos destes programas, não querem assumir despesas após a formação ou simplesmente perderam o prazo para fazer a inscrição.

A boa notícia é que os estudantes de todo o país estão encontrando nas bolsas de estudo do Mais Solidário a solução para ter acesso a instituições de qualidade, com mensalidades que cabem no bolso e com a possibilidade de conseguir o benefício ainda em 2019, já que o programa seleciona e encaminha os candidatos aprovados para diversas instituições o ano inteiro. É o caso dos mais de 1.000 mil alunos que se inscreveram e já foram contemplados com as bolsas de estudo.

O programa fortalece o setor educacional brasileiro ao oferecer oportunidades para aqueles que não têm condições de arcar com mensalidades em sua totalidade.

Na Bahia são mais de 5.000 mil bolsas disponíveis com até 75% de desconto.

Os interessados devem acessar o site https://maissolidario.com.br, procurar o curso de interesse  e realizar a inscrição de forma gratuita. Mais informações podem ser obtidas na central de atendimento pelos telefones

Confira algumas das cidades do estado com bolsas disponíveis:

  • Alagoinhas
  • Salvador
  • Feira de Santana
  • Itabuna
  • Jequié
  • Juazeiro
  • Petrolina
  • Recife
  • São Paulo
  • Vitória da Conquista
  • e Muito mais.

Para verificar outras cidades com oportunidades disponíveis, basta acessar: https://maissolidario.com.br  e digitar o nome da localidade desejada.

FATEC-Alagoinhas e Mais Solidário Bolsas de Estudos realizam inscrições para o FIES 2019.1

By | Notícias

Você que não conseguiu uma vaga pelo PROUNI e SISU em uma instituição de ensino superior não precisa ficar desesperado. A FATEC Alagoinhas está realizando inscrições pelo financiamento estudantil(FIES).

O Fies é o financiamento do ensino superior em instituições privadas, criado pelo governo federal. Ele oferece juros menores para o custeio das mensalidades de estudantes ao longo do curso e o pagamento desse auxílio é feito apenas ao final da graduação.

A FATEC está disponibilizando mais de 1000 vagas nos mais variados cursos. Acesse o site https://www.maissolidario.com.br/ e veja todos os cursos disponíveis.

ENEM 2018 | Exame tem a melhor aplicação desde 2009 e pela primeira vez não será necessária reaplicação

By | Notícias


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 teve a melhor aplicação desde 2009, quando assumiu o formato atual. Neste domingo, 11, segundo e último dia, foram aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza, sem ocorrências. Pela primeira vez, não será necessária uma reaplicação de prova, em função de problemas logísticos, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, responsável pela elaboração e aplicação do exame. Atualmente, os resultados do Enem são usados para o ingresso de estudantes em 1.434 instituições educacionais no Brasil e em 35 em Portugal.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, destacou o trabalho realizado por todos os envolvidos na aplicação do Enem nos estados, nas escolas e nas redes de ensino. Para ele, a missão de levar a todos os participantes um exame dinâmico e plural foi cumprida. “A edição deste ano teve a melhor aplicação da história do Enem, um absoluto sucesso”, afirmou. “O processo foi totalmente tranquilo, levando-se em conta a proporção de participantes do exame com as ocorrências registradas. Todos que trabalharam e que realizaram as provas estão de parabéns”, destacou.

Neste segundo dia de provas, o Enem registrou 1.610.681 ausências, o que representou 29,2% do total de 5.513.749 inscritos na edição. O número de abstenções, no entanto, considera as ausências nos dois dias de prova, e por isso só será divulgado após a conferência das atas de todos os locais de prova, dos dois dias do exame.

O primeiro domingo registrou o menor percentual de ausentes desde 2009: 24,9%. O segundo dia teve 66 eliminações, sendo 64 por descumprimento de regras do edital, uma por problemas identificados na revista por detector de metal e uma por recusa de coleta do dado biométrico. O Inep também registrou 88 emergências médicas.

Ocorrência – Este ano, o Enem estreou um processo sistematizado pelo qual os participantes afetados por problemas logísticos poderão registrar uma ocorrência, no sentido de pleitear a reaplicação do exame. As análises serão feitas pelo Inep e os candidatos interessados terão até 19 deste mês para fazer a solicitação, pela Página do Participante. A ferramenta virtual estará disponível a partir da meia-noite desta segunda-feira, 12. O Inep divulgará os resultados dos pedidos por e-mail ou mensagem de celular (SMS).

“O objetivo deste novo processo é que possamos entender se houve alguma ocorrência de logística, que será confrontada com as atas recolhidas pelos aplicadores e analisada para que, caso seja comprovado o problema, o estudante tenha uma nova oportunidade de fazer as provas, explicou a presidente do Inep, Maria Inês Fini. “É mais uma forma de comunicação de todos os envolvidos na elaboração e aplicação do Enem com a sociedade, para entender o que aconteceu de forma transparente.”

Gabaritos – Os participantes afetados pela interrupção de energia elétrica no último domingo – 993 em Franca (SP) e 759 em Porto Nacional (TO) – terão direito à reaplicação das provas de linguagens, redação e ciências humanas. A reaplicação do Enem ocorre juntamente com a aplicação do Enem para Pessoas Privativas de Liberdade (PPL), em 11 e 12 de dezembro. Na próxima quarta-feira, 14, o Inep divulgará os gabaritos, bem como os cadernos de questões pela página na internet e pelo aplicativo do Enem. Os resultados oficiais estão programados para serem divulgados no dia 18 de janeiro de 2019.

Enem tem 66 eliminados no segundo dia de provas

By | Notícias


No segundo domingo de provas, 1.610.681 estudantes faltaram ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o que representa 29,2% dos 5.513.726 inscritos. O índice é maior do que o do domingo passado, que foi de 24,9%, mas é menor que as taxas registradas no segundo dia de provas em 2016 e 2017.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, afirmou ser normal o aumento de ausências no segundo dia do exame. “O número de ausências foi menor que nos últimos anos, mas é um pouco maior do que no primeiro dia, o que é normal. Às vezes, o aluno não tem o desempenho que deseja ou imagina e acaba não indo no segundo dia”, argumentou.

Eliminados

Neste domingo, 66 estudantes foram eliminados, a maioria por descumprimento das regras gerais do edital, como sair antes do horário permitido, usar material impresso e não atender a orientações dos fiscais. Dois foram eliminados na revista no detector de metais e por recusa na coleta dos dados biométricos.

Em nenhum local, a aplicação da prova foi suspensa. “A logística da aplicação funcionou maravilhosamente bem. Foi a melhor aplicação da história do Enem”, afirmou o ministro.

Os 1.752 participantes afetados, no domingo passado (4), pela interrupção de energia elétrica, em Porto Nacional (TO) e Franca (SP), têm direito à reaplicação, dia 11 de dezembro, das provas de linguagens, redação e ciências humanas. As provas para pessoas privadas de liberdade serão aplicadas dias 11 e 12 de dezembro.

Gabarito

Os participantes responderam, neste domingo, às questões de matemática e ciências da natureza. Foram cinco horas para resolver 90 questões. As provas foram aplicadas em 10.718 locais, distribuídos em 1.725 municípios. São cerca de 600 mil pessoas envolvidas na aplicação do Enem.

O gabarito oficial será divulgado em 14 de novembro, juntamente com os cadernos de questões. Já o resultado deverá ser divulgado até o dia 18 de janeiro de 2019.

A nota do Enem pode ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Por Luiza Damé – Repórter da Agência Brasil